postandpin
HomeCarreira10 dicas para te destacares no trabalho

10 dicas para te destacares no trabalho

10 formas de te destacares no trabalho
  • Sabem aquele sentimento que todos os dias no trabalho parecem iguais?
  • Que nada de especial acontece… e que não nos sentimos particularmente valorizados?

Pois bem, todos nós já estivemos nessa posição. E isso significa uma coisa: que estás a fazer um bom trabalho, mas nada de extraordinário para te destacares dos restantes.

Se sentes que tens feito um bom trabalho, mas gostarias de sentir-te mais valorizado pela empresa, tenho 10 dicas para ti. 10 formas de te destacares, cresceres e de evoluires.

 

Ver ainda:

> 5 formas de estar mais presente na tua própria vida

> Porquê definir medos (em vez de objectivos)

 

1. Não reclamar/ ser negativo (a toda a hora)

Sabem aquelas pessoas que estão constantemente a reclamar por tudo e por nada? Que, independentemente da situação, passam o dia a apontar críticas (das coisas mais pequenas às maiores)?

Pois é, estas pessoas são tóxicas e afectam o ambiente de trabalho de todos. É impossível criar um bom ambiente de trabalho, em que toda a gente esteja motivada e focada nos objectivos comuns, quando temos pessoas a ser constantemente negativas.

Não me interpretem mal. Não me estou a referir a críticas construtivas que têm como propósito alterar o status quo e fazer com que as coisas melhorem. Nada disso. Essas “reclamações” ou alertas são muito importantes e saudáveis numa organização.

Ser a pessoa que está sempre pronta com uma solução (em vez de estar sempre a focar-se em problemas) é, de facto, distintivo – e não demorará muito até que toda a gente repare.

 

2. Propor soluções

Esta segunda dica vem no seguimento da primeira. Não sejas a pessoa que está sempre a reclamar. Sê sim aquela que está sempre positiva, pronta para arranjar uma solução.

Esta característica é tão rara que se a dominares é certo que não tardará muito até realmente te destacares dos demais.

 

3. Ensinar os outros

Um colaborador que faça o seu trabalho bem e a tempo e horas é muito valorizado. Mas um colaborador que faça isso e ajude os outros (ensinando-lhes, dando-lhes apoio e formação) tem um impacto exponencialmente maior. Se te sentes confiante no teu trabalho partilha o teu conhecimento e ideias com os outros. Dá dicas e apoio. É óptimo para os colegas que aprendem contigo… mas também para ti, saber que tiveste impacto na vida daquela pessoa.

 

4. Ser pontual

Uma regra básica e intemporal. Ao chegar atrasado a uma reunião com um colega, um chefe ou um cliente dás a entender que o teu tempo é mais importante que o deles – já que eles podem esperar por ti. Por uma questão de respeito, sê pontual.

 

5. Entregar o trabalho mais cedo

A maior parte das pessoas se tem até ao dia x para entregar um trabalho, entrega-o no dia x. Por isso mesmo, se te queres destacar da maioria, entrega o trabalho bem feito e antes da deadline. Se o fizeres constantemente, toda a gente irá notar (e isso aumentará a confiança que todos depositam em ti enquanto profissional).

 

6. Fazer perguntas pertinentes

Quantas reuniões ou apresentações acontecem em que a maior parte das pessoas entra e sai calada? Sem qualquer tipo de interacção ou pergunta relevante? É muito frequente.

Mas levantar questões pertinentes é muito importante – não só para ti (que começas a ser visto como um trabalhador interessado e proactivo), como também, e principalmente, para a equipa e para a empresa. São as trocas de opiniões, os debates e as conversas que levam a avanços e tomadas de decisão. Por isso, já sabes, na próxima reunião ou apresentação tenta fazer pelo menos uma pergunta pertinente (de forma a desafiar uma ideia que foi partilhada).

 

7. Ouvir com atenção

Esta dica é super importante! A maior parte das pessoas é muito focada em si própria. Pensa no que vai dizer, como o vai dizer… e entretanto os outros estão a falar e nós nem ouvimos.

Ouve com atenção o que está a ser dito. Só assim terás capacidade para formular uma resposta válida e autêntica.

Além disso, todos gostamos de ser ouvidos e validados. É por isso que muitas vezes queremos ser os primeiros a falar – porque achamos que a nossa opinião é que é importante ou a nossa ideia tem potencial. Contudo, da próxima vez que estiveres numa reunião, faz o seguinte exercício: não sejas o primeiro a falar… ouve todas as pessoas primeiro – dá-lhes tempo e espaço para falarem e sentirem-se ouvidas – e só depois partilha os teus pensamentos. Não só elas repararão a forma cordial como lidaste com a situação, como também terás a oportunidade de enriquecer a sua perspectiva com tudo o que foi dito até ao momento.

 

8. Dar crédito e escrever notas de agradecimento

Sabem quando um projecto corre bem ou um cliente está satisfeito? É óptimo termos um sentimento de dever cumprido… mas é super importante partilhá-lo com as pessoas que nos ajudaram no processo. Dá crédito aos teus colegas quando é merecido e escreve uma nota de agradecimento pelo trabalho bem feito. É muito gratificante partilhar os sucessos com a nossa equipa!

 

9. Ser humilde

Neste ponto não há muito a dizer. Ninguém gosta de um colega convencido e arrogante.

 

10. Documentar tudo e medir resultados

Última dica, mas igualmente importante!

É óptimo quando as coisas correm bem, os projectos têm sucesso ou os clientes estão satisfeitos. Mas ter exactamente esse cenário e toda a documentação que explica os objetivos do projecto, os passos que foram feitos e como os resultados foram alcançados é extremamente valioso! Significa que tu, a tua equipa ou outras equipas da mesma empresa podem recriar esse mesmo sucesso. E isso tem um valor impagável para a empresa. Sê a pessoa que documenta todas as acções e que mede o impacto de cada uma delas. No final partilha as tuas conclusões com a equipa… e inspira os teus colegas!

10 dicas para te destacares no trabalho

 

E vocês? Têm mais alguma dica? Partilhem connosco nos comentários!

 

Façam pin deste artigo agora, para não o perderem:

10 dicas para te destacares no trabalho

Continuar a ler:

Ser perfeccionista: o lado bom e mau do perfeccionismo, na primeira pessoa

No comments

leave a comment